Sua Casa mais Aconchegante para Aliviar o Estresse do Dia a Dia

10/09/2019
Sua Casa mais Aconchegante para Aliviar o Estresse do Dia a Dia

Um lar deve ser um refúgio. Um lugar para descansar, acalmar e acolher. Porém, muitas vezes a bagunça acumula, ou o sofá não é tão confortável assim, a iluminação parece fria, e até a decoração não é exatamente o que esperávamos. Pensando nestes pequenos probleminhas que podem surgir no décor, reunimos dicas para você assumir o controle e fazer de sua morada um espaço sereno.


Antes de iniciar uma limpeza, defina metas para o que você deseja alcançar: você pode desejar ambientes mais zen, um interior que exibe uma coleção de arte ou um lugar mais maximalista.

1.    Defina metas e reorganize o que já tem
Antes de trazer qualquer objeto novo para dentro de casa, é importante lidar primeiro com os antigos. Inicie uma limpeza e defina metas para o que você deseja alcançar: pode ser ambientes mais zen, um interior que exibe uma coleção de arte ou um lugar mais maximalista. Cada um desses objetivos exigirá diferentes tipos de objetos, em diferentes quantidades.

O primeiro passo é colocar no papel o que precisa ser feito, de acordo com a especialista em organização Rafaela Oliveira. "Separe por ambientes ou por etapas e estipule o tempo que irá gastar com cada tarefa", afirma.
Considere se você busca por espaços que pareçam revigorantes ou calmantes, bem como as atividades específicas que irá realizar em casa, como cozinhar, exercitar, escrever, relaxar, ou ler.
Comece eliminando as coisas que já sabe que não precisa ou não deseja. Observe pilhas de roupas velhas, malas, revistas, brinquedos, roupas de cama e bugigangas esperando para serem eliminadas. Reserve aquilo que você não tem certeza por enquanto, e não deixe nada inviabilizar a organização.





Observe pilhas de roupas velhas, malas, revistas, brinquedos, roupas de cama usadas e bugigangas esperando para serem eliminadas.

2. Balanceamento de objetos
Os produtos utilitários podem ser guardados em armários, gavetas e caixas, o que ajudará itens mais decorativos e pessoais, como vasos, castiçais, fotos e livros, aparecerem em prateleiras e superfícies abertas. "Deixe poucos objetos decorativos expostos para dar um ar mais harmônico nos ambientes", afirma Rafaela.
Quando você guardar as coisas, lembre-se de que, eventualmente, você precisará usá-las novamente e se armazená-las perto do local de uso, isso tornará as tarefas diárias um pouco mais fáceis.




As janelas trazem a iluminação natural, enquanto a madeira, a lareira e o sofá deixam o ambiente mais aconchegante.

3. Pense na iluminação
Segundo Vinicius Marchini, CEO da Brilia, para deixar a iluminação mais aconchegante é preciso pensar em três fatores: temperatura de cor, intensidade luminosa e formatos de iluminação. "A temperatura de cor mais quente combinada com lâmpadas que permitem controle para intensidades mais baixas e tipos de luz direcionadas dão um ar mais intimista e acolhedor", conta.
Para uma luz quente e suave com um brilho dourado, procure acessórios e lâmpadas que ofereçam uma temperatura de cor de 2.700 a 3.000 Kelvin. Qualquer valor mais alto, a luz começará a parecer branco-azulada.
Não esqueça de manter uma unidade entre as fontes de luz. Se uma luminária emitir um brilho dourado enquanto outra fornece luz branca azulada, a aparência geral será desconcertante. Mesmo que eles possam vir de fabricantes diferentes, o objetivo é que todos os equipamentos tenham unidade visual.

Já a luz natural direta que entra pelas janelas pode ser quase ofuscante, ao mesmo tempo em que também esmaece obras de arte e tecidos. Caso as janelas estiverem de frente para apartamentos ou casas vizinhas, ainda podem deixar o seu espaço totalmente exposto.
Dessa forma, para controlar os níveis de luz natural, os designers frequentemente instalam duas camadas de cortinas em cada abertura: uma camada leve, como um tom solar ou tecido transparente, para filtrar a luz solar e proporcionar um grau de privacidade e uma camada mais pesada, muitas vezes utilizando material ou forro que podem tornar o ambiente verdadeiramente escuro.




A dica para combinar cores é apostar na base neutra e priorizar dois tons no décor.

4. Cores
A preferência pessoal sempre entra em jogo ao escolher cores de tinta, mas para criar ambientes serenos, uma boa regra é escolher tons suaves que não gritem por atenção. Ao mesmo tempo, projetar uma casa serena não significa que você deve desistir de suas cores saturadas e brilhantes favoritas. Apenas seja exigente sobre onde usá-las.
Lilian Miller Barros, arquiteta e urbanista, explica que o balanceamento é fundamental: “misturar cores quentes e frias ajuda a dividir a atenção entre dois polos”. Já a dica da designer de estampas Isabella Carvalho, do Atelier Arte Têxtil é evitar listras em peças grandes: “Se você deseja um ambiente leve e luminoso, opte por cortinas claras. Almofadas com cores lisas entre outras estampadas simplificam a harmonização com todo o resto”, conclui.




O sofá azul valoriza a cor na paleta neutra e é acompanhado por duas mesas assinadas por Eduardo Bortolai e o tapete da By Kamy. Ao lado, a bancada com chopeira é revestida por Quartzo Eccostone Cinza Estrelar e é iluminada pelos pendentes.

5. Som
O isolamento acústico é a melhor opção para deixar de fora os ruídos e barulhos do trânsito e da rua, os quais podem incomodar e aumentar o estresse. Segundo a arquiteta Paula Martins, o ideal é que, antes mesmo de começar a reforma, o arquiteto já identifique essas fontes de ruído para minimizar o problema, evitando, por exemplo, a abertura de vãos nas fachadas expostas ao barulho indesejado.
Porém, também é possível atenuar o barulho fazendo barreiras acústicas simples, como plantas que criem um volume entre a fachada e a fonte do ruído. "Os jardins verticais, quando posicionados de maneira estratégica, também podem impedir a reflexão do som, absorvendo estes ruídos externos”, afirma Paula.
Os barulhos internos também podem ser uma grande fonte de incômodo. “O  condicionamento acústico entra para melhorar a qualidade do som no interior de um ambiente, diminuindo o número de reflexões, que provocam aqueles ecos chatos”, explica. Para isso, há vários materiais com propriedades de absorção como tapetes, estofados, cortinas, mantas, almofadas, tecidos.




Apaixonada por flores, a moradora deste apê aposta nelas para trazer cores para o décor. As mesas laterais também são grandes aliadas na hora de compor a decoração. Os cantinhos da casa ganham cores com a combinação de vasos, velas e almofadas.

6. Aromas
Os aromas fazem toda a diferença nos ambientes da casa. De acordo com a especialista em aromaterapia, Sali Freitas, o nosso corpo reage ao cheiro antes mesmo de nos tornarmos consciente dele. Dessa forma, é possível criar um ambiente mais confortável adicionando flores, velas aromáticas, incensos e até aromatizadores de ambiente.

O alecrim, por exemplo, tem característica refrescante e funciona para força, autoconfiança e decisão. Já o eucalipto é muito indicado para limpeza e purificação de ambientes. A erva-doce tem propriedades calmantes, relaxantes e traz alívio ao estresse e a lavanda tranquiliza imediatamente.

@GLOBOCONSTRUTORA